Poiésis

domingo, agosto 08, 2010

La Valse d'Amelie.

Olá, poetas nessa vida! Tudo bem?!
Ontem, quando comentei num blog de um amigo sobre música, me lembrei de uma que gosto muito. Acredito que a música é uma das melhores invenções que o ser humano já criou , e uma das suas mais lindas manifestações artísticas também. Então resolvi postar a belíssima canção de Yann Tiersen, “La Valse d’Amelie”, aqui, no blog. Só hoje, enquanto lia um livro, devo ter ouvido umas trinta vezes . Sim! É verdade. Tenho essa mania meio bizarra de , quando gosto de uma canção, ouço umas “trocentas” vezes sem parar. Passa um tempo, deixo-a só um pouquinho de lado, vem a saudade e, ouvi-la novamente, é sentir a mesma emoção e encanto. Fazer o quê se sou assim? Se "recordar é viver... Então eu vivo!

Um beijão, e boa música!

4 comentários:

AndreiaC disse...

Belissima...sofre do mesmo "mal"... o vicio de ouvir esta obra de arte sem parar...

Simone Prado disse...

Oi Andrea! Sim, realmente é uma linda valsa! E umas das minhas preferidas! Mas a "Comptine D'un Autre Étér: L'apres midi", de Yan Tiersen, é um primor também.
Um Beijão para vc e essa terrar belíssima que é Portugal.

Anônimo disse...

linda canção.. sem palavras

Simone Prado disse...

Sim, Anônimo. De fato essa valsa é linda mesmo, sem sombra de dúvidas! Umas das preciosiadades e raridades hoje em dia! Tem bom gosto também (rs!)
Obrigada por visitar o blog.
Volte sempre , quando puder, nesse cantinho
Um abraço.