Poiésis

sábado, novembro 01, 2014

Poesia visual



































4 comentários:

Fábio Torres disse...

vontade de estar lá, na cúpula de vidro, sentindo a solidão do mar e o vento bater. Poético farol.

Regina Neto Shallay disse...

Adorei seu blog. Aguardo sua visita no meu espaço! Abraços

Simone Prado disse...

Fábio Torres, assino embaixo! Esse farol abandonado em contraste com esse mar e céu é de tirar o folego. Dá vontade mesmo de estar lá (vez em quando, rs)

Abração!

Simone Prado disse...

Regina Neto, claro! Bora te visitar agora!!!

Gde Abraço!