Poiésis

quarta-feira, março 23, 2011

Amor pra recomeçar (Poesia)



Assopre a poeira

Das cartas de amor,

Junte os bilhetes

Aflitos de saudades

Que para você escrevi.


Tire as poesias,

As fotografias amarelas,

Da tão fechada gaveta.

E perceberás que nelas

Tu ainda acharás amor.



8 comentários:

robsonrsx disse...

Por alguns segundos fiquei sem palavras para expressar meu pensamento. Gostei muito do teu blog, dos teus textos e poesias... são lindos. E esta poesia, maravilhosa. Não sei como ainda não conhecia o teu blog, já é um dos meus favoritos. Parabéns!
Abraços.
Robson.

Simone Prado disse...

Obrigada, Robson, por suas palavras e sensibilidade.
Um abraço
Si.

Anônimo disse...

um dia ha muito tempo, ali pelo dia 04 de agosto de 2008, entrei na sala da faculdade para a minha primeira aula na universidade, eu era um serzinho do mato, rss. pois bem me lembro como se fosse agora, quando vi um mulher na fileira ao lado, morena cabelos escuros. essa aluna com sua percepçao aguçada entendeu o meu silencio, e com toda maestria convindou-me a enturmar com o grupo, me lembro disso com muita alegria. o que eu nao imaginava que essa universitaria era na verdade a maior poetisa que eu conheço, que me perdoe meu nobre amigo, mas as poesias dessa MINHA GRANDE AMIGA,passeia do coraçao para a alma, sem 'pagar pedagio'. poesia que tem alem de tudo melodia misturada com experiencia de vida, para matar os teoricos, mas os teoricos nao tem alma e nem coraçao. essa minha amiga sim, tem um coraçao que nao é dela, tem uma alma agraciada por Deus nosso senhora para ser iluminada e iluminar quem estar por perto dela.
abrabo aqui um parenteses, para dar parabens ao grande homem que é o seu esposo, parabens amigo, pela pessoa que voce tem ao seu lado, que Deus lhes deem as bodas de ouro, quero estar la pra ver. mas voltando a poesia, quem disse que poesia se faz com palavras do dicionario, nao sabe o que é poesia, quem disse que poesia tem regra nao sabe o que é amar. quem disse que poesia tem que embebedar quem as le, esta correto. pois as poesias de simone sao para nos deixar bebeddos de felicidade, nos faz quer a vida como vida, nos faz querer chegar ao seculo XXII, com garra. isso sim é viver. bom amiga que nossa amizade possa proseguir nesse seculo, que o termino de um percuso academico nao faça com que nos afastemos. porque dentre os meus amigos voce esta no ápice da miramide.
Beijos sebastian

Simone Prado disse...

“... poesia que passeia do coração para a alma sem pagar pedágio...”

Sebastian...!!! Não tive outra reação senão a de colocar a mão na boca, maravilhada, e, toda hora me perguntava à medida que lia seu texto: “como responder, a altura, esse comentário que jamais vou esquecer?” É porque eu não consigo escrever muitas coisas que se passa comigo, na verdade, eu sinto mais do que escrevo, rs.

Obrigada por suas palavras mais que sinceras, meu grande amigo. Me lembrei perfeitamente desse dia em que nos conhecemos, rs.

Obrigada também por, muitas das vezes, você ter me dado uma força e tanta com suas palavras amigas sobre o que escrevia, num momento em que estava me questionando constantemente, não me sentindo bem quanto aos meus escritos; e você nem sabia...

E sobre a minha amizade e consideração que por você, deixo essa poesia logo abaixo, que cabe perfeitamente para os meus grandes amigos. Então, ela é sua também. Um abração!!!!!!! Obrigada, Si.



É porque, contigo, eu vejo o mundo assim...

Ele fica melhor a cada abraço apertado que você me dá,
A cada lágrima sua que remove as minhas pedras,
Ou a cada risada gostosa que compartilhamos juntos.
Desejo ainda que nossa amizade não seja infinita,
Mas que também não seja demasiadamente curta:
Mas na justa medida da sua intensidade enquanto durar.
E o que seria de mim se não tivesse tocado o seu coração?
Também não desejo que o compartilhar seja uma obrigação...
Para que não venhamos, um dia, nos perder de vista...
Ou que talvez o medo, devido à distância, possa apagar a sua presença.
Mas que, se por algum motivo for para longe, essa amizade ainda te sacie e te seja plena.
E que no final você possa olha para trás
E, sem duvidar, poder dizer:
Valeu a pena.

(por Simone Prado- E.D.Autorais- B.N- RJ)

José S. Pereira disse...

Seu blog está ótimo. Prosa da boa, poesias sensíveis, indicações de livros fantásticos.


Retribuindo a visita e, descobrindo que ganhei muito com isso.

Parabéns pelo trabalho.

Beijos

Simone Prado disse...

Oi, José! Que bom ver você por aqui! O seus textos tb são jóias. Eu estive no seu blog e adorei! Também ganhei muito com as suas reflexões e contos. Muito bom mesmo. Obrigada!
Um forte abraço!

birdy disse...

Nice Poem! You have a wonderful blog. I enjoyed reading your posts.

Simone Prado disse...

Hi, Birdy! I am very happy about your enthusiastic comment! Thanks for visiting my blog, and come back when you want. Thanks a lot.

Si.