Poiésis

quinta-feira, abril 14, 2011

Desejo ( Victor Hugo)

Olá! Deixo aqui publicado o poema que mais gosto e tenho profunda admiração; e que desejo a todos vocês, leitores do blog. Espero que vcs curtam também! É isso! Um beijão!


      Desejo
( Victor Hugo)

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim
Mas se for, saiba ser sem se desesperar
Desejo também que tenha amigos
Que mesmo maus e inconseqüentes
Sejam corajosos e fiéis
E que pelo menos em um deles
Você possa confiar sem duvidar



E porque a vida é assim
Desejo ainda que você tenha inimigos
Nem muitos, nem poucos
Mas na medida exata para que
Algumas vezes você se interpele
A respeito de suas próprias certezas.
E que entre eles
Haja pelo menos um que seja justo

Desejo depois, que você seja útil
Mas não insubstituível
E que nos maus momentos
Quando não restar mais nada
Essa utilidade seja suficiente
Para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante
Não com os que erram pouco
Porque isso é fácil
Mas com os que erram muito e irremediavelmente
E que fazendo bom uso dessa tolerância
Você sirva de exemplo aos outros



Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais
E que sendo maduro
Não insista em rejuvenescer
E que sendo velho
Não se dedique ao desespero
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor


Desejo, por sinal, que você seja triste
Não o ano todo, mas apenas um dia
Mas que nesse dia
Descubra que o riso diário é bom
O riso habitual é insosso
E o riso constante é insano.

Desejo que você descubra
Com o máximo de urgência
Acima e a respeito de tudo
Que existem oprimidos, injustiçados e infelizes
E que estão bem à sua volta


Desejo ainda
Que você afague um gato, alimente um cuco
E ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque assim, você se sentirá bem por nada

Desejo também
Que você plante uma semente, por menor que seja
E acompanhe o seu crescimento
Para que você saiba
De quantas muitas vidas é feita uma árvore


Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro
Porque é preciso ser prático
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele na sua frente e diga:
"Isso é meu"
Só para que fique bem claro
Quem é o dono de quem

Desejo também
Que nenhum de seus afetos morra
Por eles e por você
Mas que se morrer
Você possa chorar sem se lamentar
E sofrer sem se culpar

Desejo por fim
Que você sendo homem, tenha uma boa mulher
E que sendo mulher, tenha um bom homem
Que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes
E quando estiverem exaustos e sorridentes
Ainda haja amor pra recomeçar


E se tudo isso acontecer
Não tenho mais nada a lhe desejar


 

18 comentários:

Emilio Pacheco disse...

Simone, obrigado pelo link, mas partindo do princípio que você agora sabe, sem sombra de dúvida, que o autor é Jockymann, não seria mais coerente excluir o nome de Victor Hugo no topo do tópico e colocar o do verdadeiro autor? Além, é claro, de observar bem o texto como foi publicado, que foi em prosa e não em versos. Em outras palavras: não é um poema.

Marsellus Cardousous disse...

Descobri esse blog agora e quero acrescentar meu estranhamento, pois o poema aqui citado como não sendo de victor hugo se encontra nas obras completas dele e em espanhol.

Simone Prado disse...

Olá, Marcellus!

Bem, agora, quem acrescenta um outro estranhamento sou eu, rs...

Mas, talvez, para sanar sua estranheza, verifique os seguintes links que se encontram logo abaixo desse comentário, ok? No site do Emílio Pacheco, por exemplo, ele demonstra através de sua pesquisa feita na Companhia Jornalística Caldas Júnior que, de fato, é Sergio Jockymann o verdadeiro autor desse poema belíssimo. Um grande abraço!



Links:

Emílio Pacheco:

http://emiliopacheco.blogspot.com/2006/05/clique-para-ampliar.html

Nosso São Paulo:

http://www.nossosaopaulo.com.br/Reg_SP/Politicos/B_SergioJockyman.htm

Vera Lúcia disse...

Lindo este texto de Victor Hugo.
Parabéns!

Vera Lúcia disse...

Lindo este texto de Vistor Hugo! Parabéns!

Anônimo disse...

Olá Simone...esse poema é lindo e sempre será! mais sinto muitop em lhe enformar pois, ele foi pisicografado! eu e muitas outras pessoas estávamos presentes quando aconteceu! um grande abrasso

MARIA DA CONCEIÇÃO ALMEIDA QUIROZ disse...

Amo este poeta. Ele continua sendo ponto de luz!! Salve a Arte Literária!

Anônimo disse...

Ola Simone!!!
Desculpe,mas quando Victor Hugo escreveu este poema,Sergio Jockyman nem tinha nascido....Entao pode-se deduzir quem escreveu primeiro e quem copiou de quem.
Um abraço ,
Deborah.

Anônimo disse...

kkkkkkkk.... Seja de quem for, essa poesia sempre será eternamente bela, caríssimos!
Também estou curtindo!!

Um beijo

Luciana.

Simone Prado disse...

Querida Luciana,

Essa poesia é a minha preferidona,rs!!! Tb estou contigo, seja de quem for ela continua e sempre será uma das coisas mais lindas que já foi escrita no mundo!!! E viva a Literatura, claro!

Comentem, comentem!!!!

Paulo De Jesus disse...

Não sou especialista em poemas, muito menos em literatura, porém vivi algum tempo fora do País e conheço este poema como sendo de autoria de Victor Hugo, neste blog espanhol, por exemplo, a poesia aparece como sendo obra sua:

http://blogs.20minutos.es/poesia/2009/02/21/te-deseo-victor-hugo/

Paulo De Jesus disse...

Não sou especialista em poemas, muito menos em literatura, porém vivi algum tempo fora do País e conheço este poema como sendo de autoria de Victor Hugo, neste blog espanhol, por exemplo, a poesia aparece como sendo obra sua:
http://blogs.20minutos.es/poesia/2009/02/21/te-deseo-victor-hugo/

Luiz Fermino Freitas Soares disse...

Por favor gente, vamos pesquisar e dar os créditos a quem merece. O texto, em prosa, é do Jornalista gaúcho Sérgio Jockymann e foi publicado no Jornal Folha da Tarde em 30 de dezembro de 1978, com o título "Os votos".

Anônimo disse...

Seja de de quem for... se trata de um texto emocionante com sua crítica simples e perfeita. um VIVA eterno a esse poema!!!!

Glucera O.

Betty Vidigal disse...

Queridos ingênuos e esperançosos amantes deste texto de Sergio Jockyman. Emilio Pacheco está certo. O texto é de Sergio Jockyman. "SE" Victor Hugo o tivesse escrito, é EVIDENTE q Sergio Jockyman não teria neascido qdo ele foi escrito... MAS Victor Hugo NÃO o escreveu.
Ele está em sites espahnóis. Perfecto. Isso é pq foi traduzido DO PORTUGUÊS!
DUVIDO q encontrem em algum site em francês!
SE o texto tivesse sido psicografado, seria psicografado em francês. Victor Hugo não falava português...
SE o original fosse em francês, não teria sido traduzido como "você", mas "tu".
É claro q 'as pessoas' ficam mto decepcionadas por descobrirem q seu 'poema' favorito nem é poema nem é de um autor em q já ouviram falar.
Mas alegrai-vos. Sergio Jockyman não é tão desconhecido assim...
E Simone: Emilio tem razão. Vc deve mudar no título desta postagem o nome do autor, para acabar com a confusão.
Procurei duranre

Renata Melo disse...

Bom dia

Interessante a discussão sobre a autoria do texto atribuído a Victor Hugo. Se eu tivesse feito uma obra dessas não deixaria que duvidassem de minha autoria. Não há como comprovar? Uma pena!

Erisvania Almeida disse...

Ola:) Eu procurei no youtube, em ingles, entre os poemas originais do Vitor Hugo (não que eu saiba frances!). Depois procurei até no Yahoo por uma explicação da versão francesa do poema "I Wish" ( eu Desejo) e, adivinha, o link com o qual responderam é para outro poema do Victor Hugo. Enfim, eu acredito que tanta gente acredita que é do Victor Hugo porque se dizem que um poema bonito é dele por que não acreditar? E depois as pessoas, vendo essa "versão" em português, resolveram traduzí-la para o inglês e o espanhol, porque é bem mais fácil alguém saber português-ingles e portugues-espanhol que portugues-francês. O Que eu fico imaginando agora é sobre a versão inglesa... É bem mais fácil de ela se espalhar pelo mundo, sem que saibam que o autor é o Sérgio Jockymann. Vai ser bem mais difícil de explicar...

Simone Prado disse...

Olá, Renata!
Bem, eis os links que parecem comprovar a real autoria desse precioso poema:

Links: Emílio Pacheco: http://emiliopacheco.blogspot.com/2006/05/clique-para-ampliar.html

Nosso São Paulo:

http://www.nossosaopaulo.com.br/Reg_SP/Politicos/B_SergioJockyman.htmmarketing on-line

Grande abraço! :)